Merida, cidade patrimonio

Que tal uma visita a um destino totalmente cultural e arqueológico?

Merida, Estremadura, Espanha

Em Espanha, a cerca de 60 quilometros de Badajoz, encontramos a capital da Estremadura, Mérida. Nas margens do rio Guadiana, a antiga cidade "Emerita Augusta", foi durante a ocupação romana uma das mais importantes cidades da Península Ibérica, então capital da Lusitânia.

O facto é visivel quando passeamos pela cidade e nos deparamos com as imensas ruínas romanas que vamos encontrando. Por este motivo, Mérida teve seu conjunto arqueológico declarado Património da Humanidade pela UNESCO, em 1993, atribuído pela sua importancia histórica e monumental. É também sede da Arquidiocese de Mérida-Badajoz e do distrito judicial da Estramadura.

 

A cidade conta com inúmeros monu-mentos e estruturas que mantém viva a sua história de séculos.


Ao chegar à cidade, observamos de imediato a bonita Ponte Romana sobre o rio Guadiana, e em segundo plano, recortado no céu, o grande forte conhecido como Alcazaba.

 

A Ponte Romana é, hoje dia, apenas utilizada como caminho pedreste, mas há muitos séculos atrás era uma das principais entradas na cidadela! De facto, este é um local de beleza histórica, peculiar.

Merida, Estremadura, Espanha

 

Merida, Estremadura, Espanha

 

Merida, Estremadura, Espanha

 

Merida, Estremadura, Espanha

 

Merida, Estremadura, Espanha

Dirigimo-nos de imediato ao complexo do Teatro e Anfiteatro Romanos, para uma visita a pé. Ali mesmo estacionamos a mota, e de mochila às costas nos preparamos para o passeio pedreste. O bilhete de 12 euros dá-nos acesso aos vários locais de visita obrigatória, espalhados pela cidade, sendo este o primeiro do trajecto.

p
u
b

O Teatro e Anfiteatro

O Teatro romano de Mérida e o Anfiteatro são um dos conjuntos mais bem preservados na Península Ibérica. A construção do conjunto, localizados lado a lado, corresponde a um projecto mandado edificar por Agripa, de acordo com uma ordem directa do próprio Imperador.

Um projecto tão ambicioso quanto este, certamente se arrastou no tempo e sofreu múltiplas alterações e remodelações ao projecto inicial. Assim, as múltiplas campanhas de obra que o teatro de Mérida sofreu retratam bem a diversidade de soluções arquitectónicas, decorativas e construtivas que foram sendo adoptadas.

 

O Anfitreato dos Gladiadores

Inaugurado no século VIII a.C. tem uma forma oval e uma capacidade para 14.000 pessoas. Era destinado a lutas entre gladiadores e a corridas. O anfiteatro é composto por seis partes principais: a arena (coberta de areia), onde se davam as lutas e corridas; o local destinado às feras e aos apedrejos dos gladiadores; os corredores (passagens); a spolania, local destinado aos gladiadores; o podium, onde se recebiam os prémios; os corredores de entrada e saída, que eram destinados a combates de gladiadores.

Merida, Estremadura, Espanha

 

Merida, Estremadura, Espanha

 

Merida, Estremadura, Espanha

 

Merida, Estremadura, Espanha

 

O anfiteatro é ainda composto por três anéis, um fosso e as bancadas para os espectadores, nas quais uma parte era reservada às autoridades que patrocinavam os espectáculos e outra às entidades políticas da cidade. Este monumento esteve subterrado durante centenas de anos e só há algumas décadas é que foi descoberto, embora infelizmente tivesse a parte de cima destruída.

 

Merida, Estremadura, Espanha

 

Merida, Estremadura, Espanha

 

Merida, Estremadura, Espanha

 

Merida, Estremadura, Espanha

p
u
b

O Teatro Romano de Mérida

O Teatro Romano de Mérida foi mandado construir pelo cônsul Marco Vipsânio Agripa e inaugurado, possivelmente, entre os anos 16-15 adC. É um dos mais relevantes monumentos da cidade e desde 1933 alberga o Festival de Teatro Clássico com o qual recupera a sua função original.

Merida, Estremadura, Espanha

 

Merida, Estremadura, Espanha

 

Merida, Estremadura, Espanha

 

Merida, Estremadura, Espanha

 

Merida, Estremadura, Espanha

 

Merida, Estremadura, Espanha

 

Merida, Estremadura, Espanha

 

Merida, Estremadura, Espanha

Está composto por um terraço com capacidade, no momento, para 6 000 espectadores, divididos em três zonas, pela orquestra, lugar em que nas representações ocupava o coro, o palco e por último o cenário. O teatro sofreu várias remodelações, a mais importante foi em finais do século I, possivelmente na época do imperador Trajano, quando se levantou a actual frente do palco, e outra entre os anos 330-340.

O Teatro e Anfiteatro de Mérida

Todo este complexo tem ainda a casa da música, um espaço acústico, em curva, onde os músicos tocavam para um público que relaxava nos jardins circundantes e na zona dos banhos, tudo servido por estruturas construídas para o efeito, cujas ruínas podemos observar devidamente identificadas em placares.

 

Muito agradável este espaço, que gostei muito de visitar. Mas muito mais havia para ver, e não nos podíamos atrasar. Arrancámos de mota para o próximo local, a Cripta de Santa Aulália, mas sem antes passarmos pelo Aqueduto dos Milagres para admirarmos esta grande estrutura.

O aqueduto dos milagres
Foto de Arild Helgeland

A seguir, a visita à Cripta Santa Eulalia, à Zona Arquológica de Morería e finalmente, a Alcazaba. Cliquem aqui para a segunda parte desta crónica.

 

Boas curvas!

 


Write a comment

Comments: 1
  • #1

    Julia (Friday, 29 May 2015 19:50)

    Lindo e anexado como próximo destino a visitar. Já estive uma vez mas foi numa conferencia para <a href="http://www.logirix.com">Mobile development</a>. Inclusive na altura foi-me apresentada uma aplicação para planear uma viajem ao destino pretendido..

Pesquisa:

 

by Fusionbot | Mapa do Site

www.AutoPECAS-ONline.pt

Wed

15

Feb

2017

Como escolher o bom tipo de pneu de moto?

Existem cada vez mais categorias, gamas e tratamentos de pneus de moto. Não é fácil escolher o melhor tipo de pneu de entre tantos modelos e escolhas possíveis.

Read More

Thu

02

Feb

2017

Equipamento para andar à chuva

Andar confortável é o primeiro passo para uma condução segura...

Read More

Wed

04

Jan

2017

Stories of Bikes - A tua mota, a tua historia

Um pequeno filme que transmite o prazer de conduzir uma mota!

Read More
A história do Mototurismo

Grupo de Amigos Pan-European

Turismo-de-moto, turismo, mototurismo, iajar-de-moto, viagens, viajante
Procure-nos no facebook

© Desenvolvido por Magnasubstância

As imagens deste site não podem ser utilizadas sem autorização prévia. Proteção de dados.