Visita a aldeia de Penha Garcia

Sobre a Serra de Penha Garcia, surge uma aldeia de casas de granito e ruas ingrimes...

Penha Garcia, Idenha-a-nova, Castelo Branco

Nota: Passeio inserido no "1º Passeio Viajens na minha Mota", entre 6 a 7 de Julho de 2013.

p
u
b

No Hotel Astória em Monfortinho, acordamos descansados depois de uma óptima noite dormida. Tomamos um agrádavel pequeno almoço com vista para a piscina, e conversamos sobre a visita programada para hoje, a Penha Garcia. Lá fora, debaixo de um sol que promete mais um dia de calor, iniciam-se os preparativos para mais um dia de passeio...

Na região de Idanha-a-Nova, existem pelo menos duas aldeias típicas que merecem demoradas visitas. São elas Monsanto e Penha Garcia. Sobre Monsanto já aqui falei (ler aqui), e foi com muito agradado que fiquei a conhecer Penha Garcia.

A viagem decorre sem precalços, mesmo com o calor que se faz sentir. A paragem numas bombas, para abastecer, é aproveitada para nos molharmos bastante com a água fresca. Ainda temos uns quilometros a percorrer, e convém que estejamos refrescados e bem hidratados!

Pouco tempo depois, chegamos ao nosso destino: Penha Garcia!

O primeiro impacto que temos é a paisagem envolvente, e no parque de estacionamento onde vamos deixar as nossas motas, deparamo-nos com um tanque de guerra, orgulhosamente colocado olhando o vale que se estende lá em baixo, tipo guarda militar. A verdade é que não há ligação ou significado histórico entre este veículo e a região, apenas uma oferta às gentes da vila para admiração dos turistas que ali se deslocam.

Penha Garcia, Idenha-a-nova, Castelo Branco

 

Penha Garcia, Idenha-a-nova, Castelo Branco

 

Penha Garcia, Idenha-a-nova, Castelo Branco

A aldeia cresce sobre um monte de granito chamada Serra de Penha Garcia, com ruas ingrímes de calçada de basalto e casas de granito amontoadas umas sob as outras. Esta confusão visual de pedra granitica e cal branco, aqui e ali decoradas com os verdes de um jardim, torna o local único.

p
u
b

Cada rua que sobe desagua em pequenos patamares ou largos, concerteza contruídos para descansar da subida ingríme, para um veículo dar a volta cruzar-se com outro.

Penha Garcia, Idenha-a-nova, Castelo Branco

 

Penha Garcia, Idenha-a-nova, Castelo Branco

 

Penha Garcia, Idenha-a-nova, Castelo Branco

Numa rua estreita paramos numa fonte para nos refrescarmos e, na porta mesmo ao lado, ficamos a conhecer um dos antigos fornos comunitários, único actualmente em funcionamento graças ao projecto "tradicional" de mãe e filha, Ana e Margarida Moreira. Aqui, ambas dedicam-se à confeção de pão e doçaria, produzida de  forma tradicional e com venda directa ao público. O tradicional "casqueiro", cozido no forno há mais de 100 anos é produto de marca daquela aldeia de Idanha-a-Nova, e um dos que tem mais saída.

Apreciamos e saboreamos alguma da doçaria, enquanto as duas padeiras nos entretêem com histórias sobre o forno e a confeção destes produtos tradicionais. Recuperamos assim forças para continuar a subir as ruas, embrenhando-nos cada vez mais no coração da aldeia.

Penha Garcia, Idenha-a-nova, Castelo Branco

 

Penha Garcia, Idenha-a-nova, Castelo Branco

 

Penha Garcia, Idenha-a-nova, Castelo Branco

Mais um passos e muitas fotografias, entramos na frescura do edifício onde vamos visitar a Exposição de Fósseis "O Mundo dos Trilobites". Os trilobites pertencem ao grupo dos artrópodes, animais de corpo segmentado e membros articulados, que viveram durante cerca de 300 milhões de anos nos antigos oceanos. Esta exposição é um apanhado histórico com fósseis e fotografias de rastos deixados por estes animais pré-históricos, fósseis estes que permitiram aos cientistas descobrirem tudo sobre eles, desde a alimentação a divisão por espécies consoante a sua estrutura. 

p
u
b

"Penha Gracia faz parte da Rota dos Fósseis do Geopark Naturtejo, e entre os penhascos da Aldeia até ao Rio Pônsul existem 3 quilómetros que nos fazem recuar 500 milhões de anos, até aos promórdios da vida!! A Rota dos Fósseis, percurso pedestre criado em 2003 pela autarquia de Idanha-a-Nova, mostra por que razão o Parque Icnológico de Penha Garcia tornou-se local de culto para paleontólogos e cientistas de todo o mundo. É também uma das principais jóias da coroa do Geopark Naturtejo, o primeiro geoparque português inserido na rede da UNESCO, que se estende por seis concelhos da Raia à Beira Interior: Castelo Branco, Idanha-a-Nova, Nisa, Oleiros, Proença-a-Nova e Vila Velha de Ródão." (in Lifecooler)

São dessa época (bem anterior ao surgimento dos dinossauros) as tais marcas encontradas nos rochedos de Penha Garcia, hoje identificadas como rastos de um primitivo ser vivo que habitava os oceanos: os trilobites. De facto, é fascinante esta viagem no tempo!

Penha Garcia, Idenha-a-nova, Castelo Branco

 

Penha Garcia, Idenha-a-nova, Castelo Branco

 

Penha Garcia, Idenha-a-nova, Castelo Branco

 

Penha Garcia, Idenha-a-nova, Castelo Branco

 

Penha Garcia, Idenha-a-nova, Castelo Branco

 

Penha Garcia, Idenha-a-nova, Castelo Branco

Após a exposição, continuamos a subida por becos, pátios e escadinhas, e vamo-nos aproximando das ruínas do castelo, de onde podemos desfrutar de uma vista sob o vale do rio Pônsul, com os seus moinhos e a barragem ao fundo. A paisagem é majestosa, digna de um postal ilustrado.

Penha Garcia, Idenha-a-nova, Castelo Branco

 

Penha Garcia, Idenha-a-nova, Castelo Branco

 

Penha Garcia, Idenha-a-nova, Castelo Branco

 

Penha Garcia, Idenha-a-nova, Castelo Branco

 

Penha Garcia, Idenha-a-nova, Castelo Branco

 

Penha Garcia, Idenha-a-nova, Castelo Branco

 

Penha Garcia, Idenha-a-nova, Castelo Branco

Penha Garcia tem muito para ver, de preferência em percursos pedestres, Requer energia e (e fisíco) para conhecer todos os cantos disponíveis, mas vale bem a pena a visita e o esforço. É uma aldeia cheia de vida e muito bem organizada, virada para o turismo e principalmente, para a manutenção e divulgação das suas tradições.

p
u
b

O passeio acaba na vizinha Monsanto, num almoço de despedida entre todos os participantes. Para trás fica um fim-de-semana muito agradável,com um belo grupo, belas estradas, boas paisagens e locais visitados.

Espero que tenham gostado de mais esta crónica, onde tenho o enorme prazer de divulgar Portugal, e tudo de bom que ele tem para nos mostrar!

 

Boas curvas!

 


Write a comment

Comments: 0

Pesquisa:

 

by Fusionbot | Mapa do Site

www.AutoPECAS-ONline.pt

Fri

13

Oct

2017

O que representas para eles é a liberdade

Diz a personagem de Nicholson à de Hopper, em Easy Rider. Não, não é do meu tempo (embora 69 também tenha sido um ano de boa colheita), mas é intemporal. Esta é a frase que define o filme.

Read More 0 Comments

Wed

15

Feb

2017

Como escolher o bom tipo de pneu de moto?

Existem cada vez mais categorias, gamas e tratamentos de pneus de moto. Não é fácil escolher o melhor tipo de pneu de entre tantos modelos e escolhas possíveis.

Read More

Thu

02

Feb

2017

Equipamento para andar à chuva

Andar confortável é o primeiro passo para uma condução segura...

Read More
A história do Mototurismo

Grupo de Amigos Pan-European

Turismo-de-moto, turismo, mototurismo, iajar-de-moto, viagens, viajante
Procure-nos no facebook

© Desenvolvido por Magnasubstância

As imagens deste site não podem ser utilizadas sem autorização prévia. Proteção de dados.