Passeio pela Beira-Baixa

Domingo 15 de Fevereiro

Estava frio mas não chovia. O dia prometia ser de sol, e por isso não hesitamos.

 

O objectivo deste passeio foi fazer o reconhecimento para o 2 aniversário do GAPE, por isso reunimo-nos 3 amigos logo pelas 8h30 da manhã e fizemo-nos à estrada. Seguimos pela A1 até à saída de Abrantes e apanhámos a autoestrada da beira interior até entrarmos na A23. Íamos em direção a Castelo-Branco, e rolámos calmamente sem paragens até quase à entrada da cidade. Fizemos 230 km (cerca de 2 horas) sem parar.

Mas o nosso interesse era outro. O dia prometia, a estrada convidava a fazer quilometros e nós não queriamos estar parados. Seguimos então pela N233 a caminho de Penamacor e na direção da fronteira.

 

Tinhamos que por gasolina, por isso fomos onde é mais barata: entramos em Espanha por Valverde del Fresno, e só parámos para umas fotos em Rivera de Erja:

Foi aqui perto que finalmente abastecemos pois já estavamos na reserva. Estavámos novamente prontos para seguir caminho e continuámos em frente até encontrarmos o Tejo, ou melhor, "O parque Natural do Tajo Internacional". A paragem foi obrigatória pela beleza do local.

E já era hora do almoço, por isso regressamos a Portugal pelo mesmo sitío, e mal passamos a fronteira para o lado de cá começamos a descer ligeiramente na direção de Idanha-a-Nova. Foi na pequena vila de Segura que paramos para o merecido repasto!

Já bem reponcostos com um belo bife beirão, estava na altura de irmos à procura do hotel que pretendiamos, em Ladoeiro.

 

Toda esta zona é de uma enorme beleza natural, com pequenos montes a perder de vista e uma estrada fantástica para percorrer de mota. O Hotel está situado no meio de um vasto monte, e não se vê ao longe mais sinais de civilização. Vale bem a pena uma visita de fim de semana para descansar.

Monsanto

Bem, aqui demorámos quase 2 horas a ver o hotel em visita guiada pelo simpático gerente. Depois de acertarmos tudo chegou a altura de continuar o passeio/reconhecimento. Desta vez já sabíamos o que queríamos! A Aldeia de Monsanto, um local mágico toda construída em pedra granítica e a visitar sempre que possível:

E estavamos saciados na descoberta de Monsanto. Foi aqui neste local histórico que decidimos fazer um almoço para o GAPE. (Podem ler mais sobre Monsanto aqui.)

 

O dia estava a correr lindamente, belos locais, belas paisagens, tudo perfeito para andar de moto e conhecer aquela Zona. Por isso arrancámos dali já perto das 17h em direcção a Idanha-a-Nova para conhecermos o Velho Castelo dos templários ou Castelo de Idanha. Quando digo "velho" refiro-me a apenas históricamente, porque a zona está toda restaurada, com passadeiras para os peões e muitos pequenos museus a visitar, como o lagar de azeite ou a antiga igreja.

E pronto. Já estava a escurecer e estavamos a 270 km de casa, por isso estava na hora de arrancarmos. Seguimos pela Nacional N353 e já era noite cerrada quando entrámos na A23 em direção ao sul. Parámos em Aveiras para novo abastecimento e despedidas.

 

Foi um belo domingo muito bem passado, em boa companhia e com belos locais visitados. Às 19h30 quando cheguei a casa, estava com um sorriso de orelha a orelha e cheio de fotos para mostrar!

 


Voltar -
Ir para o Topo -
Home -
-
Home Partilhar
 
p
u
b
 

Pesquisa:

 

by Fusionbot | Mapa do Site

www.AutoPECAS-ONline.pt

Tue

05

Feb

2019

Route 66 - Road Trip USA

A historica "Route 66" une não só duas costas do mesmo continente, como décadas de história até aos dias de hoje.

Read More 2 Comments

Wed

23

Jan

2019

A Ruta Via de la Plata

Um dos mais importantes e atrativos itinerários da Europa

Read More 3 Comments

Thu

07

Jun

2018

Viajar a chuva

Cuidados a ter para viajar com mau tempo...

Read More 1 Comments
A história do Mototurismo

Grupo de Amigos Pan-European

Turismo-de-moto, turismo, mototurismo, iajar-de-moto, viagens, viajante
Procure-nos no facebook

© Desenvolvido por Magnasubstância

As imagens deste site não podem ser utilizadas sem autorização prévia. Proteção de dados.